22/04/2024 às 07h49min - Atualizada em 22/04/2024 às 07h49min

O que causa problemas de memória?

Veja como detectá-los e conquistar mais qualidade de vida

AB NOTICIA NEWS
UNIVERSAL
Reprodução

Uma pesquisa encomendada em 2018 pelo Instituto Qualibest mostrou que 92% dos brasileiros têm medo de envelhecer e ter problemas de saúde (70%) e problemas de memória (55%). Outra pesquisa, publicada pelo periódico The Journals of Gerontology, em abril de 2023, revela que oito em cada dez brasileiros que têm demência desconhecem esse fato. Voltando aos problemas relacionados à memória, você acha que eles ocorrem somente com as pessoas na velhice?

Elainne Ourives, psicanalista, treinadora mental e neurocientista, diz que a perda de memória pode ocorrer em qualquer fase da vida: “ela pode ser causada por uma variedade de fatores. Enquanto o envelhecimento é frequentemente associado à deterioração da memória, a perda de memória não é necessariamente um processo que leva tempo. Algumas pessoas podem estar geneticamente predispostas a desenvolver problemas de memória ao longo da vida. Já o histórico familiar de doenças como Alzheimer ou outras formas de demência pode elevar o risco de perda de memória em idade avançada”.

Ela considera a alimentação inadequada um dos motivos para a perda de memória: “uma dieta rica em alimentos processados, açúcares refinados, gorduras saturadas e baixo teor de nutrientes essenciais pode afetar negativamente o funcionamento do cérebro. Alimentos pouco nutritivos podem levar a deficiências de vitaminas e de minerais importantes, como as vitaminas do complexo B, a vitamina D, o ômega-3 e os antioxidantes, que são essenciais para a saúde cerebral e a função cognitiva”.

Elainne revela os sinais que evidenciam a perda de memória: “esquecimento constante de eventos recentes, de compromissos, de conversas ou informações que acabaram de ser aprendidas podem ser um sinal de que a memória de curto prazo não está funcionando adequadamente, a dificuldade de lembrar nomes de pessoas conhecidas, palavras comuns ou vocabulário que costumava ser familiar podem indicar problemas de memória e linguagem. Se a pessoa fica confusa ou desorientada na própria casa ou tem dificuldade de seguir rotinas familiares, pode ser um sinal de comprometimento cognitivo”.

Ela diz que se alguém que você conhece tiver um desses sinais é importante buscar tratamento especializado: “o diagnóstico precoce e a intervenção podem ajudar a gerenciar melhor os problemas de memória e melhorar a qualidade de vida a longo prazo. Lembre-se sempre de que somos cocriadores da nossa realidade, inclusive da nossa saúde, e podemos influenciar positivamente nossa qualidade de vida por meio da atenção aos sinais que nosso corpo e nossa mente nos dão”.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia