02/04/2024 às 10h21min - Atualizada em 03/04/2024 às 00h01min

Condomínios Contra a Corda: A Luta Pela Redução da Inadimplência em 2024

Estratégias Inovadoras para Combater a Inadimplência Condominial

Gustavo Ferreira
https://admdecondominios.com.br/
canva

A inadimplência em condomínios brasileiros tem se tornado um desafio crescente, afetando diretamente a gestão e a saúde financeira dessas comunidades. Dados recentes revelam um aumento significativo nesse fenômeno, com a plataforma uCondo reportando um índice de 24,04% de inadimplência ao final de 2023, um crescimento notável comparado aos anos anteriores​​.

Entretanto, o cenário para 2024 parece promissor, com expectativas de melhora no quadro financeiro nacional, influenciando positivamente a capacidade dos condôminos em regularizar suas pendências. A Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) projetou um crescimento na carteira de crédito para 8,5%, ante 6,9% em 2023, alimentando esperanças de uma diminuição na taxa de inadimplência​​.

Em entrevista, Gustavo Ferreira, CEO da FESAN, administradora de condomínios em São Paulo, destacou a importância de uma gestão financeira atenta e de estratégias proativas para enfrentar a inadimplência: "Além de uma boa gestão do fluxo de caixa, é crucial monitorar e prever a inadimplência, além de garantir a conformidade legal e contratar seguros adequados para proteger o condomínio de riscos financeiros. A tecnologia pode ser uma grande aliada nesse processo, permitindo um controle mais efetivo das finanças e facilitando a comunicação com os moradores".

As estatísticas apontam que a maior taxa de inadimplência se concentra em condomínios com cotas de até R$ 500, evidenciando uma correlação direta com as dificuldades financeiras enfrentadas por parcelas da população mais afetadas pelo desemprego e pela perda de renda​​.

Para mitigar esse problema, algumas administradoras têm adotado soluções inovadoras, como a parceria entre a APSA e a Cielo, que permite o pagamento de taxas de condomínios via cartão de crédito, oferecendo uma alternativa viável para muitas famílias enfrentarem momentos de aperto no orçamento​.

Além disso, a conscientização sobre as responsabilidades de cada condômino é fundamental. Iniciativas como campanhas de conscientização, gestão eficiente do orçamento condominial e o uso de tecnologia para facilitar o pagamento das cotas são estratégias que têm se mostrado eficazes na redução da inadimplência.

Porém, é vital ressaltar que a lei de condomínios protege o direito dos inadimplentes de utilizarem as áreas comuns do condomínio, proibindo práticas que visem constranger ou expor esses moradores.

Enquanto a inadimplência em condomínios representa um desafio significativo, a adoção de estratégias inteligentes e humanizadas, alinhadas às mudanças econômicas do país, pode trazer resultados positivos, promovendo um ambiente mais harmonioso e uma gestão financeira saudável para os condomínios brasileiros.


Link
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia