09/02/2024 às 01h21min - Atualizada em 09/02/2024 às 01h25min

Viúva de policial Federal morto em Salvador receberá pensão vitalícia

Anteriormente, a instituição havia determinado o benefício por apenas 20 anos

AB NOTICIA NEWS
BNEWS
Reprodução

A Polícia Federal concedeu pensão vitalícia à viúva do agente Lucas Caribé Monteiro, morto durante operação no bairro de Valéria, em Salvador, no ano passado. Anteriormente, a instituição havia determinado o benefício por 20 anos.

 

Com a mudança, a PF considerou um artigo do texto da reforma da previdência segundo o qual a pensão por morte de policiais por “agressão sofrida no exercício ou em razão da função” seja vitalícia ao cônjuge ou companheiro.

Segundo a decisão, a esposa de Lucas Caribé, Andreia Meira Freitas, estava enquadrada de maneira errada. Conforme a lei, a pensão por 20 anos seria destinada a cônjuges com idade entre 41 e 43 anos na data da morte do servidor.

Quando o policial Federal foi morto, em setembro de 2023, Andreia tinha 44 anos. Nessa faixa etária, a pensão passa a ser vitalícia. Assim, a viúva receberá R$ 16 mil mensais, equivalente ao valor do salário do policial.

Operação

Lucas Monteiro Caribé foi baleado no dia 15 de setembro, vítima de uma emboscada montada por integrantes de uma facção criminosa responsável por tráfico de drogas, armas e de uma série de homicídios e roubos em Salvador.

Na ocasião, cerca de quarenta criminosos surpreenderam os agentes que participavam da Operação Fauda, no bairro de Valéria. Lucas Monteiro estava na Polícia Federal desde 2013.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia