08/02/2024 às 08h02min - Atualizada em 08/02/2024 às 08h05min

Justiça define futuro de PM após morte de mulher em posto de combustíveis na Bahia

O PM responderá por homicídio qualificado após o Tribunal de Justiça aceitar a denúncia

AB NOTICIA NEWS
BNEWS
Reprodução

O policial militar João Wagner Madureira, suspeito de assassinar a jovem Fernanda Santos Pereira, virou réu. Isso porque o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) aceitou a denúncia do Ministério Público da Bahia (MP-BA). A vítima morreu executada a tiros, no município de Ilhéus, situado no sul do estado da Bahia. 

 

Nesse sentido, ele responderá por homicídio qualificado. De acordo com a decisão de Gustavo Henrique Almeida Lyra, juiz de Direito da 1ª Vara do Júri, da Comarca de Ilhéus, o agente soma 10 dias, a partir desta terça-feira (6), para entregar resposta por meio de advogado ou também da Defensoria Pública.

No último dia 18 de janeiro, o mandado de prisão preventiva contra o policial militar foi cumprido. O período envolveu uma semana após o crime ocorrido no dia 11 de janeiro. João Wagner está preso no Centro de Custódia Provisória da Polícia Militar, situado no município de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia