15/01/2020 às 18h01min - Atualizada em 16/01/2020 às 19h13min

See color encerra o ano com 3 prêmios em Inovação

No ano de sua criação a see color de Curitiba - PR, recebeu não apenas a titulação de doutorado em engenharia mecânica mas também outras 3 premiações importantes na área de inovação inclusiva.

DINO
http://seecolor.com.br


A see color encerra 2019 com 3 premiações em INOVAÇÃO em Tecnologia Inclusiva

No ano de sua criação a see color de Curitiba, recebeu não só a titulação de doutorado em Engenharia Mecânica da Universidade Federal do Paraná (UFPR), mas também as premiações:
1."VIVA INCLUSÃO" da prefeitura de Curitiba, como destaque entre todos os concorrentes.
2. "EMPREENDEDORAS CURITIBANAS 2019" da Agencia Curitiba de Desenvolvimento — Vale do Pinhão de Curitiba, no segmento IDEIA/INOVAÇÃO.
3. "CURTA CIÊNCIA, 107 anos da UFPR", segmento INOVAÇÃO.
Prêmios estes, que comprovam o reconhecimento da sociedade para a importante criação, inclusiva e que proporciona autonomia, facilitando o dia a dia de cegos e deficientes visuais, como daltônicos, por exemplo.
Também recebeu o reconhecimento do Instituto Benjamin Constant do RJ, referência nacional do trato das dificuldades visuais.

Esta linguagem tátil tem todas as condições de se tornar universal, pois foi desenvolvida dentro dos conceitos do Design Universal, não contendo letras em sua composição, assim seu cunho de transcendência de línguas o torna acessível a qualquer idioma.
Agora, espera-se as indústrias e os governos abraçarem esta ideia, fazendo chegar esta ferramenta ao público-alvo que, diga-se, não é desprezível, a OMS (2013) afirma que existem hoje no mundo 39 milhões de cegos e 246 milhões com perda moderada e severa da visão. Segundo dados do IBGE de 2010, no Brasil, das mais de 6,5 milhões de pessoas com alguma deficiência visual: 528.624 pessoas são incapazes de enxergar (cegos); 6.056.654 pessoas possuem baixa visão ou visão subnormal (grande e permanente dificuldade de enxergar). Outros 29 milhões de pessoas declararam possuir alguma dificuldade permanente de enxergar, ainda que usando óculos ou lentes.

Com etiquetas autocolantes, contendo os códigos de cores em relevo, de baixíssimo custo, pode-se facilitar o vestir, calçar, maquiar, comer, sociabilizar, etc. deste público que, atualmente, é totalmente dependente de terceiros.

Segundo Carlos Aar Oliveira, responsável pelo Comercial da see color, as empresas que investirem em produzir mercadorias customizadas com o código, não só demonstrarão sua preocupação com a inclusão social, mas estarão possibilitando a independência deste universo de pessoas, tornando-as ainda mais livres e com natural aumento da autoestima e qualidade de vida. Também obterão o respeito da sociedade, vistas como empresas conscientes da necessidade de tornar este mundo mais igual e justo.




Website: http://seecolor.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »