20/09/2018 às 19h24min - Atualizada em 20/09/2018 às 19h24min

FAEB empossa novo presidente nesta quinta-feira

A cerimônia acontece na sede do Sistema Faeb, bairro do Comércio, às 19h.

Tribuna da Bahia Yuri Abreu
Divulgaçao

A partir desta quinta-feira, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb) estará sob nova gestão com a posse do produtor rural e médico veterinário, Humberto Miranda. Eleito com quase 99% dos votos, ele ficará a frente da entidade no período entre 2018/2022, substituindo João Martins da Silva Júnior, que também é presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). A cerimônia acontece na sede do Sistema Faeb, bairro do Comércio, às 19h.

Junto com ele, também assume a nova diretoria. O cargo de vice-presidente será ocupado pela produtora rural do Oeste do estado e atual presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Luís Eduardo Magalhães, Carminha Missio. Guilherme Moura e Edson Pinto serão os vice-presidentes do setor administrativo financeiro e Rui Souza, ao lado de Ricardo Covre ocuparão a vice-presidência de Desenvolvimento Agropecuário.

De acordo com Miranda, assumir a presidência da entidade é um dos maiores desafios da carreira. “Assumo a Faeb com a responsabilidade de quem conhece o setor de perto e sabe das principais demandas do agro baiano. Sou produtor rural e terei a missão de representar os produtores de toda a Bahia, lutando para que a agropecuária seja cada vez mais competitiva, produtiva e, acima de tudo, respeitada”, declarou. Atualmente, ele também é membro do Conselho Deliberativo do Sebrae Bahia e do Conselho Deliberativo da Sudene (Condel).

HISTÓRICO

Graduado em medicina veterinária pela Universidade Federal da Bahia, em 1988, Miranda atuou como extensionista na Empresa de Planejamento e Assistência Técnica. Além disso, já assumiu a função de coordenador regional da Agência de Defesa da Agropecuária da Bahia (ADAB) e de coordenador municipal do Projeto Aprisco do Sebrae. Na política, foi prefeito e vice-prefeito de Miguel Calmon, cidade que fica na região Centro-Norte da Bahia, distante 360 km de Salvador.

Na defesa classista, o gestor foi presidente do Conselho Municipal das Associações Comunitárias Rurais e da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária, também em Miguel Calmon. Logo em seguida assumiu a presidência do Sindicato dos Produtores Rurais do município. Pelo destaque na atuação, ele foi convocado para ocupar um cargo de diretoria na FAEB, sendo convidado, depois, para a vice-presidência da Federação.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »