09/09/2018 às 16h35min - Atualizada em 09/09/2018 às 16h35min

Militares e servidores públicos devem gerar déficit de R$ 90 bi na Previdência

A previsão é que as contas da registrem rombo total de R$ 308 bilhões, dos quais R$ 218 bilhões são do Regime Geral e o restante, do Regime Próprio.

Tribuna da Bahia
Reprodução

O Governo Federal, por meio do Ministério do Planejamento, realizou um estudo onde mostra uma estimativa de déficit de R$ 90 bilhões na Previdência Social em 2019, levando em conta somente os benefícios concedidos a militares e servidores públicos.

A previsão é que as contas da registrem rombo total de R$ 308 bilhões, dos quais R$ 218 bilhões são do Regime Geral e o restante, do Regime Próprio.

Dos R$ 90 bilhões de déficit, R$ 44,3 bilhões se referem a servidores. A receita obtida com a contribuição ao regime representa 45% do que será gasto com o pagamento de benefícios; R$ 43,3 bilhões se referem a militares.

A receita será de R$ 3,3 bilhões enquanto as despesas, R$ 46,6 bilhões; R$ 2,4 bilhões se referem ao saldo negativo do pagamento de pensões e aposentadorias de regimes especiais a civis e a militares custeados pelo Fundo Constitucional do Distrito Federal (FCDF).

A previsão inicial do governo era a de que o déficit da Previdência Social em 2018, considerando os setores público e privado, chegasse a R$ 270 bilhões. No entanto, o montante foi revisado e a estimativa atual é a de que o rombo chegará a R$ 291,6 bilhões – dos quais R$ 201,6 bilhões referentes ao Regime Geral e R$ 90 bilhões, ao Regime Próprio (servidores e militares).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »