07/09/2018 às 20h49min - Atualizada em 07/09/2018 às 20h49min

STR não foi atrás de Esteban Ocon pela ligação com a Mercedes, lamenta diretor

Christian Horner revela que equipe-filial da RBR não teve como considerar a contratação do francês e diz que programa de jovens da equipe alemã vem sendo uma âncora para seus pilotos

GloboEsporte.com
Mark Thompson/Getty Images

Diretor esportivo da RBR, Christian Horner descartou a possibilidade de a equipe-satélite STR contratar Esteban Ocon, talentoso piloto que vem correndo pela Force India, para a próxima temporada da Fórmula 1. O francês de 21 anos, apesar dos bons resultados em 2018, não tem vaga assegurada porque sua atual equipe deverá ter Lance Stroll, já que o pai comprou a Force India, e Sergio Perez, que tem um grande aporte de seus patrocinadores. E o motivo de a STR não ir atrás de Ocon é simples: ele é contratado da Mercedes, que por sua vez tem como titulares Lewis Hamilton e Valtteri Bottas e não efetivará o francês.
 

Dan Ticktum, do programa de jovens pilotos da RBR, fez uma etapa da Super Fórmula em julho (Foto: Divulgação)

Dan Ticktum, do programa de jovens pilotos da RBR, fez uma etapa da Super Fórmula em julho (Foto: Divulgação)

Dan Ticktum, do programa de jovens pilotos da RBR, fez uma etapa da Super Fórmula em julho (Foto: Divulgação)

Nos últimos dias emergiu a notícia de que a STR poderia recontratar Daniil Kvyat, ironicamente desligado do programa da RBR no fim do ano passado após resultados decepcionantes. Além disso, Sebastian Buemi, ex-piloto da equipe, moldou o banco na fábrica da STR, o que também acendeu rumores. No momento, não há jovens do programa da RBR prontos para ingressar na F1. Christian Horner discordou, e apontou que a equipe segue desenvolvendo talentos para chegar à principal categoria do automobilismo nos próximos anos:

- Temos Dan Ticktum em F3, está ganhando esse campeonato, mas essas coisas são todas cíclicas. Estamos constantemente olhando para jovens talentos e talentos emergentes, por isso não acho que a janela ficará aberta por muito tempo. Estamos olhando para as bases, investindo na juventude. Temos dois jovens pilotos juniores muito bons no kart no momento, Harry Thompson e Jonny Edgar. Você tem de ir para as bases para tentar apoiar jovens talentos que vêm de lá.

- Para o que é um relativamente baixo investimento da Mercedes, tem sido um mérito eles ajudarem esses caras a entrar na F1. Mas agora parece ser quase uma âncora ser um piloto da Mercedes. Não é atraente para a grande maioria das equipes. A situação louca é que você tem um piloto como Ocon, que pode acabar sem uma vaga no ano que vem. Se ele fosse contratualmente livre, seria um candidato óbvio para a STR. Mas a RBR não vai investir em um piloto da Mercedes, compreensivelmente. E eu não esperaria que o mesmo acontecesse ao contrário - comentou o dirigente.

 
Christian Horner e Max Verstappen, da RBR (Foto:  Mark Thompson/Getty Images)

Christian Horner e Max Verstappen, da RBR (Foto: Mark Thompson/Getty Images)

Christian Horner e Max Verstappen, da RBR (Foto:  Mark Thompson/Getty Images)

Christian Horner e Max Verstappen, da RBR (Foto: Mark Thompson/Getty Images)

Christian Horner e Max Verstappen, da RBR (Foto: Mark Thompson/Getty Images)

Horner aproveitou para deixar nas entrelinhas uma crítica à Mercedes por ter contratado Valtteri Bottas para substituir Nico Rosberg quando este se aposentou, no fim de 2016. Para o dirigente, teria sido o momento de promover alguém de seu próprio programa de jovens, como a própria RBR fez ao longo das últimas temporadas.

- É muito fácil ir com algo conhecido. E há muito mais risco em aceitar algo desconhecido ou um júnior, e acho que demonstramos em várias ocasiões que vale a pena (o risco). Tivemos um programa júnior muito bem-sucedido, e a RBR tem uma equipe júnior e investiu nisso. E teve dividendos com Seb (Vettel), Daniel (Ricciardo) e Max (Verstappen), e vamos ver com Pierre Gasly. E deu inúmeras oportunidades a outros, como Carlos Sainz (que correrá pela McLaren em 2019) - apontou.
 

Dan Ticktum, do programa de jovens pilotos da RBR, fez uma etapa da Super Fórmula em julho (Foto: Divulgação)

Dan Ticktum, do programa de jovens pilotos da RBR, fez uma etapa da Super Fórmula em julho (Foto: Divulgação)

Dan Ticktum, do programa de jovens pilotos da RBR, fez uma etapa da Super Fórmula em julho (Foto: Divulgação)

Nos últimos dias emergiu a notícia de que a STR poderia recontratar Daniil Kvyat, ironicamente desligado do programa da RBR no fim do ano passado após resultados decepcionantes. Além disso, Sebastian Buemi, ex-piloto da equipe, moldou o banco na fábrica da STR, o que também acendeu rumores. No momento, não há jovens do programa da RBR prontos para ingressar na F1. Christian Horner discordou, e apontou que a equipe segue desenvolvendo talentos para chegar à principal categoria do automobilismo nos próximos anos:

- Temos Dan Ticktum em F3, está ganhando esse campeonato, mas essas coisas são todas cíclicas. Estamos constantemente olhando para jovens talentos e talentos emergentes, por isso não acho que a janela ficará aberta por muito tempo. Estamos olhando para as bases, investindo na juventude. Temos dois jovens pilotos juniores muito bons no kart no momento, Harry Thompson e Jonny Edgar. Você tem de ir para as bases para tentar apoiar jovens talentos que vêm de lá.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »