05/09/2018 às 10h07min - Atualizada em 05/09/2018 às 10h07min

Candidatos à Presidência da República nas eleições de 2018: veja quem são

Nomes foram definidos pelos partidos e registrados no TSE, que tem até 17 de setembro para fazer análise inicial dos pedidos.

G1
Lula discursa no sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo em foto de janeiro de 2018 (Foto: Leonardo Benassatto/Reuters)

Veja os nomes confirmados pelos partidos para a disputa pela Presidência da República nas eleições de 2018, em ordem alfabética:

 

Alvaro Dias (Podemos) - 19

 

 
O senador Alvaro Dias, candidato do Podemos à Presidência, durante a convenção do partido (Foto: Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

O senador Alvaro Dias, candidato do Podemos à Presidência, durante a convenção do partido (Foto: Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

O senador Alvaro Dias, candidato do Podemos à Presidência, durante a convenção do partido (Foto: Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

O senador Alvaro Dias, candidato do Podemos à Presidência, durante a convenção do partido (Foto: Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

O senador Alvaro Dias, candidato do Podemos à Presidência, durante a convenção do partido (Foto: Geraldo Bubniak/AGB/Estadão Conteúdo)

Alvaro Dias (Pode) cumpre o quarto mandato de senador (três consecutivos desde 1999 e um de 1983 a 1987). Entre 1987 e 1991, foi governador do Paraná. Começou a carreira política no então PMDB, hoje MDB. Depois passou por PST e PP, até se filiar ao PSDB, em 1994.

Em 2001, foi expulso por agir contra orientações do partido, mas retornou em 2003 e voltou a sair em janeiro de 2016, para entrar no PV. No ano seguinte foi para o Podemos, antigo PTN, partido pelo qual anunciou a pré-candidatura à Presidência da República em novembro, durante evento no Rio de Janeiro.

O vice da chapa é o economista Paulo Rabello de Castro, do PSC, que desistiu de ter candidatura própria.

Dias informou os seguintes dados ao TSE:

 

  • Ocupação: senador
  • Bens: R$ 2.889.933,32
  • Vice: Paulo Rabello (PSC)
  • Ocupação: economista
  • Bens: R$ 12.998.440,09

 

 

Cabo Daciolo (Patriota) - 51

 

 
Ao centro da foto, Cabo Daciolo e Suelene Balduino, do Patriota (Foto: Adriano Oliveira/G1)

Ao centro da foto, Cabo Daciolo e Suelene Balduino, do Patriota (Foto: Adriano Oliveira/G1)

Ao centro da foto, Cabo Daciolo e Suelene Balduino, do Patriota (Foto: Adriano Oliveira/G1)

Ao centro da foto, Cabo Daciolo e Suelene Balduino, do Patriota (Foto: Adriano Oliveira/G1)

Ao centro da foto, Cabo Daciolo e Suelene Balduino, do Patriota (Foto: Adriano Oliveira/G1)

Cabo Daciolo (Patri), de 42 anos, foi eleito deputado federal pelo Rio de Janeiro nas eleições de 2014. Ele disputará a Presidência pela primeira vez. A vice na chapa é a pedagoga Suelene Balduino Nascimento, também filiada ao Patriota.

Daciolo informou os seguintes dados ao TSE:

 

  • Ocupação: deputado
  • Bens: nenhum
  • Vice: Professora Suelene Balduino (Patriota)
  • Ocupação: professora de ensino fundamental;
  • Bens: R$ 201.855,75

 

 

Ciro Gomes (PDT) - 12

 

 
O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, durante convenção do partido no dia 20 de julho (Foto: Walterson Rosa/Framephoto/Estadão Conteúdo)

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, durante convenção do partido no dia 20 de julho (Foto: Walterson Rosa/Framephoto/Estadão Conteúdo)

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, durante convenção do partido no dia 20 de julho (Foto: Walterson Rosa/Framephoto/Estadão Conteúdo)

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, durante convenção do partido no dia 20 de julho (Foto: Walterson Rosa/Framephoto/Estadão Conteúdo)

O candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, durante convenção do partido no dia 20 de julho (Foto: Walterson Rosa/Framephoto/Estadão Conteúdo)

Atual vice-presidente do PDT, Ciro Gomes foi ministro da Fazenda entre setembro de 1994 e janeiro de 1995, período do final do governo de Itamar Franco e início do governo Fernando Henrique Cardoso. Foi também ministro da Integração Nacional, entre janeiro de 2003 e março de 2006, no primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva.

Disputou a Presidência duas vezes (1998 e 2002, derrotado em ambas). Foi governador do Ceará, prefeito de Fortaleza e deputado estadual e federal pelo Ceará. Já se filiou a sete partidos (PDS, PMDB, PSDB, PPS, PSB, PROS e PDT).

A senadora Kátia Abreu, também do PDT, é a candidata a vice.

Ciro informou os seguintes dados ao TSE:

 

  • Ocupação: advogado
  • Bens: R$ 1.695.203,15
  • Vice: Kátia Abreu (PDT)
  • Ocupação: senadora
  • Bens: R$ 2.690.466,21

 

 

Eymael (D

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »