28/11/2019 às 15h10min - Atualizada em 28/11/2019 às 15h18min

Pesquisa aponta maiores forças e fraquezas do profissional brasileiro

Estudo da ETALENT contou com a participação de 1,3 milhão de pessoas de todas as regiões do Brasil

DINO
https://etalent.com.br
Capa da Pesquisa Talento Brasileiro


De acordo com os resultados da pesquisa Talento Brasileiro, o profissional brasileiro não é objetivo no ambiente de trabalho, além de ter dificuldades em dizer ‘não’ e em tomar decisões. Por outro lado, ela revelou que o profissional brasileiro é de fácil relacionamento e tenta resolver os problemas rapidamente.

A pesquisa foi feita com 1,3 milhão de pessoas de todo o Brasil, em parceria com o site Vagas.com. O estudo comparou os participantes da pesquisa a 36 talentos construídos a partir dos fatores da metodologia DISC (Dominância, Influência, Estabilidade e Conformidade) utilizada pela ETALENT. Dos 36 talentos, o que alcançou maior incidência entre os profissionais brasileiros foi o "facilitador" (7%), característica de pessoas que preferem ambientes amigáveis e que são de fácil relacionamento.

De acordo com Jorge Matos, presidente da ETALENT (https://etalent.com.br), o resultado ratifica a característica de bom acolhedor do povo brasileiro. "Os números mostram que os profissionais do país tendem a focar mais nas pessoas, o que é uma ótima qualidade de liderança em ambientes que exigem menos pressão", avalia Matos.

A pesquisa apontou também que o profissional brasileiro tem dificuldades em dizer ‘não’ e que, por receio de contrariar, tende a assumir tarefas ou projetos que deveria rejeitar. Segundo a análise feita pela ETALENT, essa dificuldade pode distanciar a equipe do objetivo final, que é a entrega dos resultados esperados pelas empresas.
Some-se a essas características o fato de apenas 0,7% dos participantes do sexo masculino ter o talento "impulsionador", habilidade daqueles que sabem valorizar a individualidade dos integrantes de sua equipe e têm como motivação a orientação de pessoas.

Já entre o público feminino, o talento com menor incidência é o visionário (0,3%). Indivíduos que apresentam o talento visionário têm como grande paixão o futuro, conseguem enxergar adiante e ver novas perspectivas de negócios. Possuem pensamento lógico e factível e sabem orientar bem a equipe.

Segundo Jorge Matos, a falta de impulsionadores e visionários atinge diretamente a capacidade de olhar o futuro, de tomar decisões no presente e de ser objetivo. "Os dados apresentados na pesquisa Talento Brasileiro devem ser usados como inspiração para empresas e instituições do Brasil que querem adequar os talentos que possuímos no país ao mercado atual", ressalta Jorge Matos.

Sobre a pesquisa

A pesquisa Talento Brasileiro busca ampliar o entendimento sobre a natureza comportamental dos brasileiros e seus impactos nas pessoas, famílias, escolas, empresas e governo.

A relação entre o comportamento pessoal e o sucesso profissional foi a base para que o estudo alcançasse seu principal objetivo: entender o talento de cada indivíduo.

De acordo com Jorge Matos, presidente da ETALENT, "conhecer o talento brasileiro é oferecer à sociedade brasileira a chance de perceber que a base do sucesso das pessoas está dentro delas e no que fazem de melhor."



Website: https://etalent.com.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »