26/11/2019 às 16h12min - Atualizada em 26/11/2019 às 16h24min

Novembro Azul: a importância do PHI para diagnóstico precoce do câncer de próstata

O exame é mais eficaz do que o tradicional PSA mas ainda não foi incorporado ao ROL de procedimentos obrigatórios da ANS

DINO
http://www.labtestsonline.org.br


Rio de Janeiro, 26 de novembro de 2019 - No mês dedicado à prevenção ao câncer de próstata e em concordância com a campanha #ImportantePrevenir, a Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial reforça a importância do exame PHI para diagnosticar a doença.

O Prostate Health Index (Índice da Saúde da Próstata) está disponível no Brasil há alguns anos. No entanto, ainda não foi incorporado ao Rol de procedimentos obrigatórios da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Ou seja, as operadoras de planos de saúde não são obrigadas a cobrir a realização desse exame para os usuários. O exame pode ser realizado em laboratórios de análises clínicas de forma particular.

De acordo com o médico patologista clínico, professor da Escola Paulista de Medicina e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial, Adagmar Andriolo, o PHI oferece ao médico informações mais precisas sobre a existência de câncer e sobre seu grau de agressividade. "É possível reduzir em até 30% a realização de biópsias prostáticas desnecessárias. O PSA ainda é eficiente e o exame mais utilizado, mas, comprovadamente, apresenta uma taxa significativa dos chamados ‘falsos positivos’".

O especialista ainda reforça que "o exame digital da próstata periódico (toque retal) continua sendo procedimento fundamental para o diagnóstico preciso, uma vez que a doença praticamente não manifesta sintomas em estágios iniciais". Uma observação relevante que o Dr. Andriolo faz é que, além do exame digital retal, o urologista realiza uma consulta médica completa, na qual são avaliados eventuais fatores de risco pessoal e familiares, o que fortalece a convicção de que exames adicionais devam ser realizados.

Dados da Organização Pan-Americana da Saúde comprovam que o tratamento de pacientes com câncer diagnosticado precocemente é de duas a quatro vezes menos dispendioso se comparados aos tratamentos de pessoas que foram diagnosticadas em uma fase mais avançada da doença. Adicionalmente, a taxa de sucesso de tratamento em doença diagnosticada precocemente é muito maior do que nas diagnosticadas em fases mais avançadas.

O presidente da SBPC/ML, Wilson Shcolnik, reforça que, por este motivo, o alerta sobre a necessidade de realização do PHI, tem total aderência com o princípio da campanha #ImportantePrevenir, lançada neste ano pela Sociedade.

Recomendações

O Professor Dr. Adagmar Andriolo explica que o PHI é uma combinação da determinação da concentração de três substâncias, o Antígeno Prostático Específico total - PSA, a sua fração livre - PSA Livre e uma de suas frações modificada - p2PSA.

O exame é indicado em conjunto com o toque retal para todos os homens com mais de 50 anos. Principalmente para aqueles enquadrados nos chamados grupos de risco, que incluem pacientes que possuem parentes de primeiro grau que tiveram câncer de próstata e os que tem PSA total entre 2,5 e 10ng/ml.

"Com a realização do exame digital e do PHI, cerca de 90% dos casos de câncer podem ser diagnosticados precocemente", alerta o Prof. Dr. Andriolo. No caso de homens com histórico familiar de câncer de próstata antes dos 50 anos, os exames devem ter início mais cedo, aos 45 anos de idade.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a cada 10 homens diagnosticados com a doença, 9 têm mais de 55 anos. Além disso, estudos recentes mostram a relação de maior risco em homens com peso corporal elevado.

O patologista clínico explica que algumas modificações no organismo, ainda que não específicas, pode ser indícios da presença de câncer prostático. Entre elas, destacam-se:
- Dificuldade de urinar, exigindo esforço;
- Demora para começar e terminar de urinar;
- Sangue na urina;
- Diminuição do jato;
- Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite;
- Sensação de presença de urina na bexiga, após urinar.

Sobre a SBPC/ML

A Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML) é uma Sociedade de Especialidade Médica, fundada em 1944 e que atua na área de laboratórios clínicos. Com sede na cidade do Rio de Janeiro, tem como finalidade reunir médicos com Título de Especialista em Patologia Clínica/Medicina Laboratorial e de outras especialidades como farmacêutico-bioquímicos, biomédicos, biólogos e outros profissionais de laboratórios clínicos, além de empresas do setor. A especialidade médica responde por apoio a 70% das decisões clínicas do país, influenciando desfechos e resultados econômicos da assistência à saúde.

A SBPC/ML é responsável pelo PALC - Programa de Acreditação de Laboratórios Clínicos, que avalia laboratórios através de auditorias e determina se as práticas adotadas atendem requisitos pré-determinados para este tipo de serviço. O selo PALC garante a qualidade dos serviços prestados e a confiabilidade dos resultados dos exames.

Em 2019, a SBPC/ML lançou a campanha #ImportantePrevenir, uma ação de orientação e conscientização da população sobre a importância da realização de exames laboratoriais de forma racional, sobretudo na fase preventiva, de assistência primária, pois eles são usados frequentemente para prevenção, diagnóstico e monitoramento do tratamento de doenças.

A SBPC/ML dispõe de projetos de habilitação e qualificação profissional de acordo com a legislação em vigor, através de atividades voltadas para ensino, pesquisa e divulgação científica em Medicina Laboratorial, tendo como meta principal a saúde da população. Para alcançar esses objetivos a SBPC/ML realiza cursos, jornadas, congressos, eventos relacionados e publicações científicas.

Sobre o Lab Tests Online

O Lab Tests Online é um site produzido pela Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial em parceria com a American Association for Clinical Chemistry (AACC).

O canal é voltado para pacientes e dispõe de informações e curiosidades sobre diversos testes laboratoriais, que são parte da atenção à saúde de rotina e do diagnóstico e tratamento de uma grande variedade de condições e doenças.

Para o profissional médico ou atuante em laboratórios de análises clínicas, o Lab Tests Online serve como referência rápida e fonte de atualizações em Medicina Laboratorial.

www.labtestsonline.org.br



Website: http://www.labtestsonline.org.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »