25/11/2019 às 09h19min - Atualizada em 25/11/2019 às 09h19min

Edital patrocina João Donato e Riachão

Ab Noticia News
Estadão Conteúdo 25/11/19
Reprodução
Por Guilherme Sobota
O projeto Natura Musical anuncia nesta segunda-feira, 25, os artistas, bandas e coletivos selecionados pelo edital 2020 - e o jornal O Estado de S. Paulo adianta com exclusividade os escolhidos. Entre os 41 projetos, nomes de peso e tradição (Elza Soares, Mateus Aleluia, João Donato e o sambista Riachão), artistas atuantes na cena contemporânea (Emicida e Letrux) e destaques emergentes (como o rapper Zudizilla, a cantora e compositora Jadsa e a cantora Liège). No total, são R$ 5,4 milhões em patrocínios.

Gravação de discos, turnês, casas de cultura, projetos de educação musical e documentação de cenas locais estão entre as propostas apoiadas.

O projeto tem um time de curadores de 22 pessoas da indústria da música, que selecionaram os escolhidos a partir de uma lista de 2.647 inscritos, do Brasil inteiro. Este ano, o Natura Musical conta com apoio das leis de incentivo nacional e da Bahia, de Minas Gerais, do Pará e Rio Grande do Sul - Estados com projetos locais selecionados.

Na categoria nacional, o recém-lançado disco de Elza Soares, Planeta Fome, vai virar DVD, Emicida vai fazer turnê nacional do novo AmarElo e os 15 anos do grupo Ilu Obá de Min, de São Paulo, serão comemorados com álbum, show e curta-metragem, entre outros projetos.

Da Bahia, Russo Passapusso, vocalista do Baiana System, junta-se à veterana dupla Antônio Carlos e Jocafi para lançar um álbum, que está sendo produzido há 3 anos. Em Minas, o documentário Essas Mina É Zica pretende retratar a realidade de seis mulheres rappers na ativa cena de Belo Horizonte. No Pará, o Circuito Mangueirosa vai montar uma programação gratuita nas ruas de Belém. E do Rio Grande, o coletivo Tem Preto no Sul deve lançar um documentário sobre a produção dos artistas da residência.

Segundo a gerente de Marketing Institucional da Natura, Fernanda Paiva, o objetivo da marca com o projeto - que chega aos 15 anos em 2020 - é ter uma percepção de público de compreender a importância da cultura na sociedade e ter seu nome associado a isso. "O Natura Musical influencia na economia criativa de todo o mercado, unindo as diversas experiências de todos os envolvidos nos projetos, bem como dos curadores", explica. Há 3 anos o projeto também investe em uma equipe de curadores mais diversa. "Isso se reflete no resultado dos projetos, que se abrem para um escopo maior", diz Fernanda.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »