08/05/2018 às 22h31min - Atualizada em 08/05/2018 às 22h31min

Por vaga nas quartas da Copa do Brasil, Yago aposta em união e superação

Apesar do momento complicado do Vitória na temporada, jogador acredita que a partida contra o Corinthians será um ambiente propício para superação da equipe baiana

Globo Esporte João Salvador*, Salvador
"Quando muitos não dão nada pela equipe, a gente consegue reverter uma situação complicada", diz Yago (Foto: Maurícia da Matta/Divulgação/EC Vitória)

momento do Vitória na temporada não está fácil: não vence há quatro jogos, e as atuações não vêm agradando os torcedores. No entanto, nesta semana, o Rubro-Negro deve ter espaços para soluções. Nesta quinta-feira, o Leão vai em busca da vaga nas quartas de final da Copa do Brasil, em partida contra o Corinthians, em Itaquera. Nos primeiros 90 minutos, no Barradão, as equipes empataram por 0 a 0. Um triunfo simples garante a classificação do time baiano. Qualquer empate leva a decisão para os pênaltis.

Na tarde desta terça-feira, o meia Yago concedeu entrevista na Toca do Leão e citou a superação como ponto forte do Vitória para a partida. Ele relembra o último confronto entre os times realizado em São Paulo como inspiração. Na época, o Rubro-Negro estava na zona de rebaixamento e vinha de derrota contra o Avaí no Barradão; o Corinthians, por sua vez, estava embalado no Brasileiro e invicto em seus domínios. Quem saiu vencedor? O time baiano.

- Um ponto muito forte da nossa equipe é que, quando muitos não dão nada pela equipe, a gente consegue reverter uma situação complicada, uma situação difícil. A gente consegue se fechar, para que a gente possa conseguir os resultados novamente. Acho que esse jogo caiu como uma oportunidade de a gente se fechar, mostrar a importância do time, dos jogadores, para que a gente possa sair classificado da Arena Corinthians. A gente tem que se apegar àquilo que a gente fez de bom. E acho que esse jogo foi um jogo que a gente conseguiu surpreender, quebrar a invencibilidade do Corinthians. A gente tem que repetir, sim, e até dar algo a mais - salienta.

Para a classificação, há de se avaliar o desempenho da equipe dentro de campo. Especificamente a defesa: na Série A, o Vitória já sofreu oito gols em quatro jogos; diferente do ataque, que tem um bom desempenho, com cinco gols no mesmo período. Para Yago, o equilíbrio entre os setores será de fundamental importância para a equipe chegar à classificação.
 

- A gente está tratando muito essa questão de fortalecer, ser melhor defensivamente. Mancini tem batido bastante nessa tecla. Não começa só lá na zaga, a culpa não é só do zagueiro, do goleiro. Acho que começa lá no ataque. Então a gente tem que estar fortalecido, para que a gente possa melhorar nesse quesito e sair com bom resultado.

A finalização do prato é realmente complicada para o Vitória, mas o jogador demonstra que conhece a receita para bater o adversário. Não precisa ir muito longe. Para o meia, repetir o comportamento da partida de ida seria interessante ao Leão. Apesar do empate, o time adotou um comportamento ofensivo, criando sempre boas chances pelas pontas, inclusive com o próprio Yago.

- Acho que o jogo espelho é contra o Corinthians, um jogo em que a gente mostrou confiança, concentração. É dali para cima. Se a gente quiser sair classificado do jogo de quinta-feira, a gente tem que fazer um algo a mais. Nesses jogos assim requerem um algo a mais de todo mundo. Então acho que o time está preparado para isso. E eu tenho certeza de que a gente vai colocar em prática - disse.

 

Confira o restante da coletiva:

 

Fernando Miguel
- O grupo sente. Ele é um líder, mas a gente deseja boa sorte. Esse pouco tempo que tive com Fernando Miguel, deu para ver que ele é um cara sensacional. Ele optou por ir para o Vasco, então ele sabe o melhor para ele. A gente só deseja muita sorte. Tenho certeza de que ele vai conseguir fazer uma grande atuação lá pelo Vasco.

Decidir fora de casa
- Uma situação diferente, que a gente vai encontrar nesse jogo. A gente, até então, estava decidindo em casa. Agora a gente vai ter que decidir fora. São situações diferentes, mas a gente está preparado para isso. A gente não conseguiu ganhar aqui, mas a gente não levou gols, e tudo isso conta bastante. Então tenho certeza de que a gente vai fazer um bom jogo na quinta-feira.
 

Motivação
- A gente sabe da importância do próximo jogo. É outra chave, é outra competição, então tem que... Não precisa de motivação para jogar um jogo dessa importância. Acho que todos estão motivados, independente dos resultados. Não estão vindo como a gente gostaria, mas eu tenho certeza de que motivação não pode faltar para esse jogo de quinta-feira.

*Estagiário, sob supervisão de Tamires Fukutani.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »