16/11/2019 às 23h13min - Atualizada em 16/11/2019 às 23h13min

SENAI CIMATEC Park inaugura nova era para a indústria baiana e nacional

Ab Noticia News
senai cimatec
Divulgação

Foi realizado na tarde desta segunda-feira (11/nov) um dos eventos mais aguardados por setores ligados às áreas de indústria e inovação na Bahia e no Brasil. No coração do Polo Industrial de Camaçari, foi inaugurada a primeira fase do SENAI CIMATEC Park.

Na cerimônia, o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia, Ricardo Alban, o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, e o diretor de Tecnologia e Inovação do SENAI CIMATEC, Leone Andrade, apresentaram o novo complexo, cuja primeira fase ocupa uma área de 60 mil metros quadrados. Estiveram presentes à cerimônia o governador do Estado, Rui Costa, os prefeitos de Camaçari e Salvador, Elinaldo da Silva e ACM Neto, entre outros políticos, representantes de federações de indústria, pesquisadores e empresários.

Com uma proposta única no Brasil de suporte ao desenvolvimento da indústria, o projeto é uma expansão dos limites e da atuação do SENAI CIMATEC, em Salvador (em Piatã, Av. Orlando Gomes). Já nesta primeira fase, tem uma infraestrutura  para atender necessidades nas áreas de Automação, Conformação e União de Materiais, Química, Mineração, Fármacos, Biotecnologia e Construção Civil.

De acordo com o diretor de Tecnologia e Inovação do SENAI CIMATEC, Leone Andrade, a palavra-chave deste projeto é ecossistema. O SENAI CIMATEC Park vai ter outra dimensão para o que já é realizado no sítio Piatã. A área comportará empresas sediadas, assim como negócios e serviços de apoio aos projetos e à indústria, além de pesquisa aplicada e testes em escala natural ou piloto para o setor. “O que vai determinar a presença aqui é o perfil altamente tecnológico dos produtos e serviços”, destaca Andrade.  “É um projeto de 30 anos, com cenários diferentes para as próximas décadas, a depender dos rumos da economia e da própria indústria”, afirma Andrade.

“É uma proposta nova no país, que vai ter como pilares, num mesmo local, a atração de novas empresas industriais, a atuação do modelo atual do SENAI CIMATEC, a ‘residência’ de centros de tecnologia de outras empresas e o suporte a startups de cunho industrial”, explica o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia, Ricardo Alban.

Os investimentos da ordem de R$ 87 milhões foram provenientes do Departamento Nacional do SENAI, do BNDES (via empréstimo do Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Indústria Brasileira) e do Departamento Regional do SENAI-BA e compreende uma estrutura de 10 galpões industriais e um prédio administrativo.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »