24/10/2022 às 09h01min - Atualizada em 25/10/2022 às 00h00min

Dólar tem maior alta diária em seis meses e passa de R$ 5,30

A moeda norte-americana subiu 3,02%, cotada a R$ 5,3024.

G1
https://g1.globo.com/economia/noticia/2022/10/24/dolar.ghtml

A moeda norte-americana subiu 3,02%, cotada a R$ 5,3024. Dólar
REUTERS/Lee Jae-Won
O dólar fechou em forte alta nesta segunda-feira (24), em meio à expectativa de que o Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) possa desacelerar o ritmo de aumento da taxa de juros do país e ao movimento de busca pela moeda norte-americana visto no exterior.

A moeda norte-americana subiu 3,02%, cotada a R$ 5,3024. Veja mais cotações. Esta é a maior alta diária desde 22 de abril, quando a moeda subiu 4,04%.
Já a Ibovespa fechou em forte queda de 3,27%, a 116.013 pontos, com repercussão de caso Roberto Jefferson.
Na sexta-feira, a moeda norte-americana recuou 1,36%, a R$ 5,1468 - menor cotação desde 22 de setembro, quando fechou em R$ 5,1147. Com o resultado de hoje, acumulou queda de 1,7% no mês e de 4,89% no ano frente ao real.
LEIA TAMBÉM:
Comercial x turismo: qual a diferença e por que o turismo é mais caro?
Qual o melhor momento para comprar a moeda?
Dinheiro ou cartão? Qual a melhor forma de levar dólares em viagens?
Entenda: O que faz o dólar subir ou cair em relação ao real
O que está mexendo com os mercados?
‘O BC não deve mexer nos juros numa semana delicada do ponto de vista econômico e político’', diz economista
Os mercados operam em meio à expectativa de que o Federal Reserve (BC dos EUA) possa desacelerar o ritmo de aumento dos juros. Quanto mais agressivo é o Fed no aperto da política monetária, mais o dólar tende a se beneficiar globalmente, de forma que uma moderação do ritmo de alta de juros poderia abrir espaço para a valorização de outras moedas que não a norte-americana, como o real.
Ainda no exterior, Rishi Sunak foi anunciado como o novo primeiro-ministro do Reino Unido nesta segunda, depois que seu rival Boris Johnson desistiu da disputa. Sunak foi o único candidato a conseguir apoio suficiente nas eleições internas para líder do Partido Conservador.
A britânica Liz Truss renunciou aos postos de líder do Partido Conservador e de primeira-ministra na quinta-feira (20), após 45 dias. Investidores se preparam ainda para a reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE).
No cenário doméstico, o foco permanece na reta final da corrida eleitoral presidencial, a cinco dias do segundo turno e o aumento das tensões políticas. Sobre a bolsa, pesou o caso envolvendo o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) neste domingo (23), que o mercado avalia como peso contra a campanha de reeleição de Jair Bolsonaro (PL). Jefferson atacou policiais federais que foram cumprir um mandado de prisão expedido pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).
O Copom se reúne nesta terça (25) e quarta-feira (26) para definir o patamar da taxa Selic, atualmente em 13,75%. Os economistas do mercado financeiro reduziram de 5,62% para 5,60% a estimativa de inflação para este ano e mantiveram a expectativa para a taxa básica de juros da economia em 13,75% ao ano no fim de 2022.
Já a projeção para a taxa de câmbio para o fim de 2022 permaneceu estável em R$ 5,20. Para 2023, continuou inalterada também em R$ 5,20.
Initial plugin text

Credito G1



Fonte: https://g1.globo.com/economia/noticia/2022/10/24/dolar.ghtml


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia