14/10/2022 às 16h27min - Atualizada em 14/10/2022 às 20h00min

Jornada de Atualização em Pediatria

50 anos SPSP

SALA DA NOTÍCIA Vérité Comunicacao
SPSP
Jornada de Atualização em Pediatria comemorou 50 anos de fundação da SPSP
Nos dias 7 e 8 de outubro foi realizada, na cidade de Ribeirão Preto, SP, a Jornada de Atualização em Pediatria - 50 anos SPSP, que este ano comemorou o cinquentenário da Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP). Organizado pela Diretoria de Cursos e Eventos da SPSP, o evento trouxe inúmeros temas de destaque da área pediátrica, através de conferências, mesas-redondas, sessões interativas e painéis, contando com renomados especialistas que fazem parte da SPSP.
Entre os temas, houve uma apresentação no dia 8/10 (sábado) a respeito das “Crianças e Adolescentes sob Risco”, em que foram discutidos bullying, autoagressão e suicídio. “Se a saúde mental dos adolescentes já não estava boa, a pandemia a afetou ainda mais, pois levou ao isolamento social, afastou os adolescentes da escola e de seus amigos, gerou o luto pela perda de familiares, aumentando incertezas e inseguranças”, comentou a hebiatra Elizete Prescinotti Andrade, presidente do Departamento Científico de Adolescência da SPSP, participante da mesa-redonda sobre este tópico.

Segundo a especialista, o impacto da pandemia na saúde mental dos adolescentes não ocorreu somente no Brasil, mas no mundo todo, observando-se um aumento de casos de suicídios nessa faixa etária. “O mau uso ou o uso abusivo da internet está associado ao risco aumentado de depressão, de exposição ao cyberbullying e ao fácil acesso a informações sobre tópicos relacionados ao suicídio”, completou.
Outro tema de grande relevância para o momento atual foi “Atualização em Vacinas”, que foi discutido na conferência realizada no dia 7/10 (sexta-feira) pelo infectologista pediátrico Marco Aurélio Sáfadi. “Depois de décadas atingindo elevados índices de cobertura vacinal no Brasil, o PNI (Programa Nacional de Imunizações) tem identificado importante queda nestes índices, em todas as vacinas que compõem o calendário, inclusive nas do primeiro ano de vida, período de vulnerabilidade a diversas doenças infecciosas imunopreveníveis”, lamentou.
Como consequência disso, ele apontou o risco de reintrodução ou recrudescimento de doenças controladas ou em processo de eliminação no país. “O sarampo é um exemplo emblemático do fenômeno que vivemos atualmente. Esta doença encontrava-se eliminada em nosso país até pouco mais de quatro anos. Entretanto, a partir de 2018, em consequência de baixas e heterogêneas coberturas vacinais no Brasil, foi observado um recrudescimento do sarampo com confirmação nos últimos quatro anos de aproximadamente 40 mil casos e 40 mortes, a maioria delas em crianças”, afirmou Sáfadi.
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia