13/10/2022 às 18h51min - Atualizada em 14/10/2022 às 00h52min

Gartner alerta que cibersegurança, integração de aplicações e Nuvem são as prioridades de TI para empresas de médio porte do mundo

estratégias de integração de aplicações e de demandas de infraestrutura e operações em Nuvem são as três principais prioridades de tecnologia para empresas de médio porte  em 2022.

SALA DA NOTÍCIA Gartner

De acordo com a mais recente pesquisa do Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, segurança, gerenciamento de riscos, estratégias de integração de aplicações e de demandas de infraestrutura e operações em Nuvem são as três principais prioridades de tecnologia para empresas de médio porte  em 2022.  

“As empresas de médio porte estão mudando seus investimentos e até aumentando os orçamentos para financiar suas principais prioridades de tecnologia”, diz Mike Cisek, Vice-Presidente e Analista do Gartner. “No entanto, a taxa acelerada de mudança em segurança digital, integração de aplicações, infraestrutura e ecossistemas de Nuvem complica a seleção de novas ferramentas, exigindo que os líderes de tecnologia atuem rapidamente para investir e entregar o retorno esperado pelas empresas.” 

A pesquisa do Gartner foi realizada de março a abril deste ano, com a participação de 134 CIOs (Chief Executive Officers) e líderes de TI de empresas de médio porte em todo o mundo, inclusive no Brasil. Os entrevistados foram solicitados a identificar projetos de tecnologia que estão ativos e que estão associados às principais prioridades de tecnologia. 

Inflação pode impactar os orçamentos das empresas de médio porte em 2023 - Conforme os líderes de tecnologia das empresas de médio porte se aproximam da temporada de planejamento anual de orçamentos para 2023, eles enfrentam novos desafios, incluindo a alta da inflação e uma possível recessão econômica. Devido ao tamanho e escala de suas operações, essas organizações costumam ser as primeiras a sentirem os efeitos econômicos, estando mais suscetíveis a impactos negativos de longo prazo. 

Na pesquisa de 2022, realizada pelo Gartner com CEOs e Executivos de Negócios, 86% dos líderes C-Level das empresas de médio porte mencionam a possibilidade de um aumento significativo da inflação, com a maioria antecipando que os impactos inflacionários seriam sentidos no período de um ano a um ano e meio (de 12 a 36 meses) subsequentes. A resposta mais comum entre os CEOs dessas companhias é que o efeito viria com o aumento dos preços, seguido pela necessidade de se realizar esforços adicionais para a otimização de custos. 

“Historicamente, a resposta para momentos de incerteza econômica tem sido cortar gastos, ao invés de defender novos investimentos ou aportes adicionais”, explica o analista do Gartner. “No entanto, em uma empresa típica de médio porte, os gastos com TI representam uma média de 4,7% da receita total, deixando pouco espaço para esforços de otimização de despesas”. 

Para o analista do Gartner, em tempos de incertezas econômicas, os investimentos digitais devem se alinhar à prioridade de negócios para apoiar as estratégias financeiras de gestão de fluxo de caixa. “As empresas de médio porte podem lidar com a inflação com mais eficiência racionalizando seus portfólios de tecnologia enquanto investem em soluções que irão trazer benefícios financeiros ou de produtividade tecnológica para colaboradores e clientes.” 


Link
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia