11/10/2022 às 11h31min - Atualizada em 12/10/2022 às 00h01min

Ser professor vai além da sala de aula

Professora Dra. Luciana Miyuki Sado Utsumi

SALA DA NOTÍCIA Centro Universitário Paulistano - UniPaulistana
https://www.unipaulistana.edu.br/
Freepik

Em tempos pós-pandêmicos de escolarização, não há dúvidas de que os professores sabem que seu trabalho está mudando constantemente, no mesmo ritmo de mudança do contexto no qual desempenham suas funções profissionais. Nesse contexto do paradigma da incerteza, na medida em que as escolas vão se reestruturando, a qualidade da aprendizagem dos alunos deverá acompanhar, de forma contínua, o desenvolvimento da qualidade da profissão dos professores, que se pauta, quer pelos objetivos pedagógicos, quer pelas pressões atuais com as quais têm que lidar agora. 

Professores e professoras se confrontam agora com questões antigas, porém, passíveis de adaptações e/ou inovações nos tempos atuais: o tempo para o planejamento das aulas, bem como para elaborar as avaliações da aprendizagem escolar, a empatia para escuta sensível dos alunos, o investimento na formação continuada, a reflexão sobre as práticas educativas, o tempo reservado à interação com colegas de profissão e, igualmente, o tempo dedicado a si próprio. 

No enfretamento das intensas mudanças e demandas profissionais, conceber o trabalho dos professores como trabalho intelectual significa desenvolver conhecimento sobre o ensino, de maneira a reconhecer sua natureza socialmente construída e o modo pelo qual os professores se relacionam em seus contextos sociais e culturais de atuação. 

Como todo indivíduo, o professor é simultaneamente um ser particular e um ser genérico. No cotidiano escolar, é no conflito entre estas duas forças que os professores potencializam a mudança de suas atitudes. 

Do ponto de vista educativo, certamente serão reconhecidas as possibilidades transformadoras implícitas no contexto social das aulas e do próprio processo de ensino. Afinal, o papel dos professores é ensinar de modo a alterar o universo de referência dos seus alunos. 

Na condição de educadoras e educadores “com os pés nas escolas” torna-se fundamental acreditar na transformação das práticas pedagógicas, na busca permanente e esperançosa por tempos melhores. Que as incertezas dos tempos de pandemia possam ser enfrentadas e superadas, em prol de projetos formativos para um futuro no qual a educação seja prioridade (!). 

*Professora Dra. Luciana Miyuki Sado Utsumi é docente do curso de graduação em Pedagogia do Centro Universitário Paulistana (UniPaulistana) 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia