29/09/2022 às 15h13min - Atualizada em 29/09/2022 às 22h22min

Protagonismo infantil: 5 dicas para estimular essa habilidade nas crianças

Especialista em programas pedagógicos defende que esse é um dos caminhos possíveis para reverter o cenário de desperdício de talento e de potencial das crianças brasileiras, apontado por estudo do Banco Mundial

SALA DA NOTÍCIA Adriane Garotti
Imagem: Pixabay

Ainda há tempo para reverter o desperdício do talento e do potencial das crianças brasileiras, segundo Pedro Gigante, co-fundador do SuperAutor, programa pedagógico que transforma crianças em autoras de seus próprios livros infantis. O especialista afirma que o cenário da educação no país é preocupante, conforme demonstrado por um estudo do Banco Mundial divulgado neste ano - o levantamento indicou que 40% do talento das crianças são desperdiçados no Brasil e aquelas nascidas em 2019 irão alcançar apenas 60% do seu potencial quando fizerem 18 anos. Contudo, Gigante defende ser possível iniciar um processo de transformação e construção de seres humanos mais preparados e um dos caminhos apontados pelo especialista é o desenvolvimento do protagonismo infantil. 

“Uma educação voltada para o protagonismo infantil, seja em casa, na escola ou em outros ambientes, traz inúmeros benefícios para as crianças, como o autoconhecimento e a proatividade na resolução de problemas, melhorando diversas competências socioemocionais. Além disso, o protagonismo infantil envolve encorajamento, autonomia e espaço para que a criança possa aprender cada vez mais e tudo isso se reflete em sua personalidade e desempenho na adolescência e na vida adulta”, explica Gigante. 

Pensando em ajudar professores e responsáveis, o especialista sugere cinco formas de colocar o protagonismo infantil em prática. Confira:
 

1. Pratique escuta ativa

Quando lidamos com crianças, temos a tendência de achar que sabemos de tudo e, com isso, ignorar o que elas estão expressando. “Os adultos definitivamente precisam aprender a ouvir mais. Fique atento aos sinais, gestos, ações e, até mesmo, ao silêncio da criança. Observar e ter uma escuta ativa é essencial para que você entenda o que ela precisa e possa dar condições para que ela seja protagonista em determinados momentos de sua educação”, afirma Gigante. 

 

2. Valorize as realizações

Você já deve ter notado algum adulto dando pouca atenção ou até mesmo criticando algo que uma criança fez. As crianças adoram ser validadas pelos pais e responsáveis e, muitas vezes, isso não acontece. Alguns pais dão pouca importância aos projetos que a criança realiza, por falta de tempo, paciência, ou até mesmo entendimento. “Os responsáveis devem buscar participar ao máximo, oferecer suporte, ajudar quando necessário e ouvir a criança com empolgação e interesse. Essas pequenas coisas proporcionam inúmeros benefícios à autoestima da criança”, orienta o especialista.

 

3. Crie ambientes acolhedores

Precisar se impor e opinar a respeito de algo em um ambiente pouco receptivo ou julgador é muito difícil e, para as crianças, ainda mais. Quando o ambiente não é acolhedor a novas ideias, a criança se sente pouco encorajada a expressar o que está buscando e sentindo. “Permita-se que as crianças possam se arriscar  sem medo de errar, ser punidas ou se sentirem em lugar de vergonha, aliás errar faz parte do processo de desenvolvimento. Ensine-as a defender suas ideias mesmo em situações adversas para que elas possam se encorajar”, recomenda o cofundador do SuperAutor.

 

4. Deixe a criança ter autonomia

Promover a autonomia da criança é uma ótima maneira de exercitar o protagonismo infantil. Isso porque a criança autônoma toma decisões, faz escolhas e realiza atividades de forma independente. Isso tudo, claro, com a supervisão dos adultos. “Permitir que a criança decida a roupa que vai vestir, escolha um filme para assistir, ajude nas tarefas domésticas e tenha as próprias responsabilidades são ações simples no dia a dia que trazem resultados expressivos para a autonomia e o protagonismo infantil”, ressalta Gigante.
 

5. Busque atividades direcionadas

É importante buscar atividades planejadas especificamente para o desenvolvimento do protagonismo infantil e que tornem as crianças seguras das suas próprias ações. O SuperAutor é um exemplo disso, pois o projeto transforma as crianças em autoras de suas próprias histórias. Além de escrever livros, elas podem criar as ilustrações, montar os livros na plataforma do projeto, seja em casa ou na escola, podendo receber a obra impressa, com direito a evento de autógrafos.  


Link
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia