29/09/2022 às 18h11min - Atualizada em 29/09/2022 às 22h17min

6 em cada 10 dívidas de consumidores inadimplentes foram recuperadas em maio quando comunicadas por meios digitais, revela Serasa Experian

No cenário geral, 55,2% das contas negativadas foram quitadas no país; Serasa prorroga até 12 de setembro ação de parcelamento sem juros para consumidores

SALA DA NOTÍCIA Olavo Silva
www.serasaexperian.com.br
Divulgação

Em maio, o Indicador de Recuperação de Crédito da Serasa Experian revelou que 62,1% das dívidas de consumidores inadimplentes cobradas por meios digitais foram recuperadas em até 60 dias após esse mês de negativação. O formato de cobrança por carta teve menor aderência, com 54,0%. 

De acordo com economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, conhecer o perfil dos clientes inadimplentes é fundamental para entender qual o melhor método de cobrança a ser utilizado. “Com o avanço da tecnologia e da interação das pessoas com o mundo digital, o recebimento de pendências através desse meio tornou-se algo mais prático e acessível. Dessa forma, é previsível que o modelo de cobrança por carta se torne cada vez mais ineficaz, embora ainda alcance parte significativa dos consumidores”. Rabi também explica que, “uma dívida pode acabar sendo negativada por esquecimento ou falha no pagamento via débito automático, por exemplo. Por isso, um simples comunicado de negativação pode ser o suficiente para impulsionar a recuperação de crédito”. 

No cenário geral, 55,2% das dívidas de consumidores inadimplentes foram pagas em até 60 dias a partir do mês de referência (maio/2022). Além disso, dentre todas as dívidas negativadas, a avaliação por setor mostrou que o de Utilities teve a maior recuperação, marcando 64,2%. O segmento de Bancos e Cartões também foi destaque, com 60,0%. 

Para Rabi, a alta adesão do pagamento de dívidas negativadas nos setores de destaque mostra a necessidade dos consumidores em limpar o nome nos segmentos que dispõe de serviços fundamentais, como água e luz em Utilities e as linhas de crédito em Bancos e Cartões”.  
 

Região Sul foi a que mais teve dívidas recuperadas em maio 

Nas regiões brasileiras, a Sul foi a que registrou o maior percentual de recuperação de dívidas, com 58,5%. Em sequência está o Sudeste (57,5%), Nordeste (55,3%), Centro-Oeste (51,6%) e Norte (42,1%). 

Na distribuição por Estados, nove registraram percentuais maiores que a alta geral (55,2%) em relação a quitação de dívidas inadimplentes em até 60 dias após o mês de negativação. Em ordem decrescente: Rio Grande do Sul (66,7%), Paraíba (62,7%), Rio Grande do Norte (61,8%), Minas Gerais (59,6%), São Paulo (57,6%), Pernambuco e Goiás, ambos com (56,9%), Rio de Janeiro (56,2%) e Espírito Santo (55,5%). Veja no gráfico abaixo os números completos sobre a recuperação de crédito dos demais estados.  


Link
Notícias Relacionadas »
Ab Noticias  News Publicidade 1200x90
Mande sua denuncia, vídeo, foto
Atendimento
Mande sua denuncia, vídeo, foto, pra registrar sua denuncia