23/09/2021

“Nós vamos recuperar o direito de ser feliz nesse país”, diz Lula durante visita ao MST

Foto Publicas

Olivia Godoy/Nicolas Gandhi/ Ricardo Stuckert

O encontro de Lula com seu estado de origem, neste giro de articulações importantes que o ex-presidente faz pelo Nordeste, teve um momento emblemático justamente num assentamento de Reforma Agrária. O reencontro do ex-presidente com o trabalhador e a trabalhadora rural, que alimentam o país, foi regado a maracatu, olho no olho e escuta e, claro, o sabor da produção saudável do assentamento.

Nesta segunda-feira (16), Lula visitou a convite do MST o assentamento Che Guevara, em Moreno, região metropolitana do Recife, Pernambuco. Lula viu a Reforma Agrária Popular ali, saltando aos olhos com roças cheias e produção farta. É esta produção, como apresentou o trabalhador rural Dema em seu lote, que chega a quem mais precisa num momento de retorno dos índices de insegurança alimentar e desnutrição. O número encontrado de 19 milhões de brasileiros que passaram fome na pandemia do novo coronavírus é o dobro do que foi registrado em 2009, com o retorno ao nível observado em 2004.

Se olharmos para hoje, com 55% dos lares brasileiros vivendo sob a insegurança alimentar severa e moderada, o retrocesso é o pior desde 2004, quando o levantamento começou a ser feito. Segundo estudos da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), 116,8 milhões de pessoas conviveram com algum grau de insegurança alimentar no final de 2020.
Link
Relacionadas »
Comentários »