25/07/2022 às 11h12min - Atualizada em 25/07/2022 às 11h11min

Saiba como deve ser feito o banho de um recém-nascido

Lucas Widmar Pelisari

Lucas Widmar Pelisari

Músico, escritor, formado em investigação forense e perícia criminal

AB Notícia News

A chegada de um bebê em uma família traz uma série de aprendizados. Mesmo que o casal já tenha filhos, cada criança é única e traz novos aprendizados. Quem é pai ou mãe de primeira viagem, tem no banho um dos primeiros desafios após o nascimento. 

 

Dar banho é importante não só para higienizar a criança e evitar que ela tenha assaduras e desenvolva problemas de saúde mais sérios, mas também para criar vínculo afetivo com a criança - o que não é dado simplesmente por compartilhar o mesmo sangue com ela.

 

Para dar um bom banho e com segurança, é preciso saber as posições corretas para segurar o recém-nascido, além de quais são os produtos mais indicados para ele. Por isso, antes de comprar a primeira leva de fralda de qualidade, veja algumas dicas básicas para dar banho no seu bebê!

 

Altura da banheira

O primeiro fator importante é deixar a banheira em uma altura confortável para quem vai dar banho no bebê. Se o(a) cuidador(a) precisar se curvar demais, a longo prazo isso pode causar problemas nas costas. Além disso, uma altura adequada reduz os riscos de a criança escorregar ao ser colocada em certas posições durante o banho.

 

Ao ajustar a altura, comece passando o seu braço pelas costas do bebê e prenda o braço embaixo do braço do bêbe. A criança deve ficar com a cabeça apoiada no seu antebraço - é essa parte do braço que vai dar a firmeza para que o bebê não escorregue nessa posição.

 

Apoio de nádegas, coxas e pescoço 

Em seguida, é hora de apoiar nádegas e coxas da criança em uma mão e as costas dela em outra. Em seguida, você já pode começar a colocá-la devagarzinho dentro da água morna e só a coloque totalmente quando ela se sentir segura. Enxágue a parte da frente do corpo do bebê com uma mão e deixe as costas dela apoiada na sua outra mão.

 

Em seguida, lave o rosto do bebê e verifique se o nariz dele possui mucos ou outros fluidos. Retire todos para que ele possa respirar melhor. Então, comece a lavar as outras partes do corpo. Para o cabelo, utilize produtos sem parabenos (substâncias que podem provocar danos) e que não provocam  ardor nos olhos caso caiam no rosto.

 

Parte ginecológica

Uma parte importante na área do banho é a área ginecológica do bebê, que deve receber ainda mais atenção no banho. Esse cuidado é necessário porque essa região pode ser palco de diferentes doenças. Nos meninos, é comum haver fimose fisiológica até os quatro meses (e espera-se que ela desapareça com o crescimento). 

 

Ao higienizar o pênis, é preciso lavar o prepúcio sem forçar o descolamento da glande. Não se esqueça de lavar dobras entre coxa e virilha, bem como o ânus, a região escrotal e o espaço entre eles. Já nas meninas, é preciso higienizar grandes e pequenos lábios, todas as dobras e a região entre o fim da vulva e o ânus. Use sabonetes específicos para recém-nascidos, com pH abaixo de 6.

 

Por fim, para lavar a parte das costas, vire o bebê de bruços e use um braço para girar a criança e o outro para apoiar o peito e o rosto dela. A sua mãe deve ficar presa embaixo do braço do bêbe, dando apoio e firmeza para ele. Quando sentir o bebê estabilizado no seu braço, pode lavar as costas, o ânus e as dobras das pernas.

 
Link
Leia Também »
Comentários »