14/08/2019 às 14h51min - Atualizada em 14/08/2019 às 14h51min

Conheças os principais perigos da bioplastia

Você sabe o que é bioplastia ou mesmo os principais riscos que são atrelados a esse procedimento estético? Não?

AB Noticia News Alexandre Bruno Araujo da Silva
by Jernej Graj on Unsplash
Conheças os principais perigos da bioplastia
Você sabe o que é bioplastia ou mesmo os principais riscos que são atrelados a esse procedimento estético? Não?
 
Bom, então, pare tudo o que você está fazendo ou aguarde mais alguns minutos para colocar em prática a sua mudança para garantir todas as informações que você precisa ter em mãos.
 
Afinal, cuidado nunca é demais para garantir os resultados com os quais sonhou.
 
Vamos lá?
 
Bioplastia: principais riscos que você pode evitar.

by Olga Kononenko on Unsplash

bioplastia pode ser definida, basicamente, como um procedimento onde o paciente tem inserido substâncias não naturais no organismo, como o famoso hidrogel.
 
Essas substâncias ou o procedimento tem como principal objetivo modelar ou remodelar o corpo, e também evitar as marcas do envelhecimento.
 
Ao mesmo tempo, a bioplastia também serve para aumentar proporções com foco na estética, deixando o bumbum mais redondo ou maior, por exemplo.
 
Agora, é chegada a hora de conhecer os principais riscos ou perigos da bioplastia:
 
- Questão profissional
Um dos principais riscos da bioplastia que deve ser avaliada cuidadosamente se refere a questão de quem faz a prática, ou seja, quem é o profissional por trás da agulha.
 
Nos últimos anos, surgiram milhares de casos, em sua maioria mulheres, que morreram após optar pela bioplastia, recorrendo a profissionais que não eram qualificados.
 
Por exemplo, o famoso Dr. Bumbum, como ficou conhecido o médico Denis Furtado, ficou famoso no Brasil todo depois que uma paciente morreu após fazer a aplicação do hidrogel.
 
Através desse caso, é possível fazer algumas ressalvas e cuidados quanto a prática:
 
  • Ainda que não seja considerada cirurgia, apenas médicos especializados podem realizar os procedimentos;
  • A oferta e demanda, ou seja, os preços acessíveis, podem ser um risco;
  • A recomendação profissional exige uma avaliação cuidadosa.
 
Em outras palavras, não são quaisquer médicos que podem realizar a bioplastia, mesmo sendo formados em medicina, e é preciso atenção quanto ao que é ofertado.
 
A questão profissional é um dos dilemas que o conselho médico vem enfrentando como tentativa de evitar mortes, infecções, deformações e outras complicações.
 
Como resultado, um dos principais riscos da prática é buscar profissionais que não saibam o que estão fazendo ou que não deveriam praticar tal procedimento.
 
- De olho no produto


  by Priscilla Du Preez on Unsplash
Um dos pontos da bioplastia que precisa de destaque se refere ao produto que é utilizado, para garantir que os resultados sejam positivos.
 
Dessa maneira, a principal questão a ser levantada é: o produto é regulamentado e permitido pela Anvisa?
 
Se a resposta for não para qualquer parte dessa pergunta ou caso fique na dúvida, espere um pouco mais.
 
Afinal, não se refere apenas à validade do produto, que é de extrema importância, mas ao que o seu corpo estará recebendo.
 
De maneira geral, existem alguns produtos que podem ser utilizados, fabricados em diferentes locais, por diferentes empresas e com várias possiblidades de nomes:
 
  • Ácido Hialurônico;
  • Hidroxiapatita de cálcio;
  • Ácido polilático.
 
Fora esses, outros estão proibidos para qualquer tipo de preenchimento, ou seja, o conhecido hidrogel e silicone líquido não são opção.
 
E porque esse é um dos principais riscos para a saúde ou podem gerar resultados ruins?
 
Simples.
 
Utilizar produtos que não estejam regulamentados, fora da data de validade ou de forma errada pode resultar em edemas, infecções e reações não controláveis.
 
Por exemplo, é possível que o produto deforme uma determinada área do corpo, embolia pulmonar e até a morte do paciente.
 
- Ambiente de aplicação

  by Michael Browning on Unsplash
O segundo ponto que resulta um risco na aplicação da bioplastia se refere ao local onde o procedimento é realizado.
 
Primeiramente, qualquer procedimento médico, cirúrgico ou não, deve seguir uma série de normas de higiene e segurança.
 
No caso da bioplastia, por exemplo, é primordial avaliar os seguintes fatores:
 
  • Cânulas e demais aparatos regularizados e esterilizados;
  • Uso de agulhas que tenham a ponta arredondada;
  • Sala médica de aplicação devidamente limpa;
  • Uso de itens descartáveis;
  • Possiblidade de prestação de socorro.
 
Ou seja, um dos principais riscos da prática é a contínua aplicação em ambientes como apartamentos e consultórios simples, o que é ilegal uso de produtos que não estejam limpos e sem a possiblidade de atendimento médico rápido.
 
Então, na hora de buscar pela bioplastia, e demais procedimentos estéticos, é essencial que o ambiente siga as regulamentações da Anvisa.
 
A quebra de qualquer um desses pontos pode resultar em infecções generalizadas, propagação de doenças e/ou bactérias, deformações, arritmia ou problemas pulmonares.
 
Em resumo, uma bioplastia errada apresenta como principais riscos:
 
  • Risco de embolia pulmonar;
  • Paralisação de músculos ou áreas em que é aplicado;
  • Possiblidade de infecções;
  • Morte celular ou necrose;
  • Comprometimento vascular;
  • Alergias posterior;
  • Formação de nódulos;
  • Morte.
 
Atenção:  a bioplastia pode sim oferecer resultados para o paciente, mas não é uma pratica recomendada pela Anvisa ou mesmo pelo CRM, Conselho Regional de Medicina.
 
Bioplastia: informações extras que não te contam


 by Jernej Graj on Unsplash
Para finalizar esse conteúdo de extrema importância para qualquer um que esteja pensando no procedimento estéticos de bioplastia, chegou a hora dos extras.
 
Em primeiro lugar, é essencial que você busque informações sobre o produto que será utilizado e o registro médico.
 
Com isso, você evita problemas como a aplicação em locais errados, garante um atendimento de qualidade e reduz os principais riscos da bioplastia.
 
Em segundo lugar, converse com o seu médico sobre os resultados que você deseja e as alternativas, como por exemplo, o uso de próteses de silicone ou lipo.
 
Em terceiro lugar, é preciso ressaltar que os produtos utilizados, de maneira geral, não são absorvidos pelo organismo e são de difícil retirada.
 
Ou seja, é um procedimento que pode não ter volta, o que dificulta o tratamento em caso de complicações.
 
Do mais, nunca faça nenhum procedimento em salas simples, casas, apartamentos ou similares e procure ajuda diante de qualquer dúvida, sintoma ou problema.
 
Conclusão
Os principais riscos da bioplastia podem envolver desde infecções comuns em procedimentos estéticos até levar à morte do paciente.
 
Para que os resultados sejam positivos e aquele que você deseja, vá até um profissional realmente qualificado e tenha o cuidado de avaliar cada um dos pontos que foram destacados ao longo desse artigo antes de realmente fazer a aplicação.
Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp